Natal Card - Gif Agosto

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

20/05/2015 11h21

Intenção de Consumo das Famílias cai para a zona negativa

Indicadores relacionados ao emprego se mantêm na zona positiva (acima de 100 pontos) mas com tendência de queda

notícias relacionadas

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF), apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), registrou 96,4 pontos em maio e entrou pela primeira vez, desde o início da série histórica, em janeiro de 2010, na zona negativa, abaixo de 100 pontos. O indicador caiu 6,3% na comparação com o mês passado e 21,2% em relação a maio de 2014.

Todos os quesitos ligados a consumo (Nível de consumo atual, Perspectiva de consumo e Momento para duráveis) estão na zona negativa, sendo o item momento para a compra de duráveis o que apresentou a maior queda, 10,7% na comparação mensal e 36,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

“Analisando as condições atuais e as perspectivas futuras da nossa economia, acreditamos que o volume de vendas do varejo sofra retração de 0,4% este ano”, afirma Juliana Serapio, assessora econômica da CNC.

Apenas os quesitos relacionados ao emprego (Emprego atual e Perspectiva profissional) ainda estão acima de 100 pontos, mas com tendência de queda, tanto na comparação mensal, quanto na anual. O percentual de famílias que se sentem mais seguro em relação ao emprego atual é de 37,2%. No mês passado, o percentual era de 40%.

As famílias também avaliam piora nas perspectivas em relação do mercado de trabalho, com queda de 3,9% em comparação ao mês anterior, e de 9,5% a maio de 2014. O índice Perspectiva profissional registrou 110,6 pontos. A maior parte das famílias, 50,8% − ante 53,7% em abril −, ainda considera o cenário favorável de mercado de trabalho para os próximos seis meses.

 

Fonte: CNC


0 Comentário

Av. Senador Salgado Filho, 2190 - Ed. Portugal Center - 207/209 - Fone: (84) 3206-9578
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo