Seturn - 27/09

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

31/10/2011 16h41

Festividades de final de ano aquecem mercado natalense

Decoração e vestuário ganham destaque nesse período. Algumas lojas prevêem aumento de 50% nas vendas e reforçam as contratações de empregos temporários.

notícias relacionadas

Para muitos, o período natalino ainda está longe, mas para o comércio ele já chegou. Por isso, os empresários começam a trabalhar dobrado e reforçam as equipes de vendas para atender a demanda da data que é considerada a melhor para o comércio varejista. O objetivo é oferecer aos consumidores um serviço cada vez mais exclusivo e sofisticado.

Apostando nesse diferencial, a empresária Maylan Accioly, que desde setembro investe no espírito natalino da Donna Casa, já iniciou o processo de ampliação do número de profissionais para compor a equipe da loja. A expectativa, segundo ela, é que o número de vendedores dobre durante os próximos meses.

"Atualmente, a Donna Casa conta com 20 profissionais. O nosso objetivo é oferecer o melhor serviço ao nosso cliente. O segredo é a habilidade de saber ouvir. Temos que escutar o cliente para saber qual a necessidade dele e tratá-lo de forma individual e diferenciada, como se ele fosse único", explicou Maylan.

Mas as boas vendas não são esperadas apenas nas lojas de decoração. O segmento de vestuário ganha destaque nesse período. As lojas de roupas faturam alto para as festividades de fim de ano. As empresárias Renata Gaag e Marcela Nogueira, da Gaag&M, afirmam que desde o mês de setembro já se percebe o aumento do movimento, que se intensifica ainda mais nos meses de novembro e dezembro. O aumento de vendas na loja chega a 50%.

"Para dar conta da demanda de final de ano, investimos na contratação de pessoal, duplicando o número de funcionários e também do estoque de mercadorias", conta a empresária Marcela Nogueira.

As empresárias esperam um aumento de 10% no volume das vendas, se comparada ao mesmo período no ano de 2010. "Para isso, a loja irá estabelecer horários especiais de funcionamento para o fim de ano e vamos estender o nosso atendimento para aquelas clientes que não podem fazer as suas compras no horário comercial", afirma Renata Gaag.

No Brasil, a estimativa da Associação Brasileira das Empresas de Serviços Terceirizáveis e de Trabalho Temporário (Asserttem), aponta para a abertura de 147 mil vagas de trabalho, 5% a mais do que o esperado no mesmo período de 2010. Na capital potiguar, a expectativa da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) continua a mesma há dois anos, espera-se que sejam gerados mais de três mil empregos até o Natal deste ano.

Ainda de acordo com a Asserttem, há um considerável crescimento atrelado ao desenvolvimento natural do mercado nos últimos anos, especialmente com a entrada de novos consumidores das classes C e D, que geram um aumento significativo das vendas e comercialização de fim de ano. As boas expectativas também animam os funcionários contratados neste período, os dados da Asserttem apontam que 29% dos contratos temporários em todo país poderão ser efetivados, o que significa emprego fixo e formal para 42 mil brasileiros.

Crescimento nas vendas no Natal de 2010 em relação ao de 2009

Perfumaria e Cosméticos: 17%
Óculos, bijuterias e acessórios: 18%
Vestuário Masculino e Feminino: 13%
Calçados: 12%
Eletroeletrônicos e eletrodomésticos: 17%
Livros, DVDs e CDs: 14%
Brinquedos: 13%
Jóias e Relógios: 9%


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo