Potigás - 03/08

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

03/11/2011 09h28 - Atualizado em 03/11/2011 09h28

Selo de eficiência energética pode estimular investimento na rede hoteleira

Certificação possibilita financiamento pelo programa ProCopa Turismo do BNDES

Por: Marcelo Lima

notícias relacionadas

O Selo de Eficiência para Economia de Energia nos Hotéis foi apresentado aos empresários filiados à Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no Rio Grande do Norte (ABIH/RN), nesta terça-feira (31).

Além da economia na conta de energia, os meios de hospedagem que adotarem as diretrizes para obter o selo terão acesso a uma linha de crédito especial que poderá ser utilizada com vistas para os jogos da Copa do Mundo de 2014.

O Programa do Selo é articulado pela Câmara Temática Estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Copa de 2014 (CMTAS) no Rio Grande do Norte.

Os hoteleiros que tiverem a certificação poderão financiar obras de reforma, ampliação e modernização de seus estabelecimentos por meio do programa de financiamento ProCopa Turismo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

"Com o selo, o juros que é de 1,8% cai para 0,9%", informou o arquiteto e pesquisador do Laboratório de Conforto Ambiental (Labcon) da UFRN, Paolo Américo. O Labcon vai ser um dos quatro laboratórios credenciados pelo Inmetro para fazer a etiquetagem do selo no Brasil.

Os critérios para se obter o selo são basicamente quatro: a arquitetura do prédio (a fachada, o material que foi usado para construí-lo, paredes de vidro, sombreamento e outros pontos relacionados), a eficiência do sistema de iluminação, hidráulico e de ar condicionado.

Durante a apresentação do selo, foi estimado o valor de R$ 8 mil como investimento no processo de certificação de um hotel de pequeno porte - sem contar com o valor destinado para a consultoria e intervenções que forem necessárias no prédio. O investimento varia de acordo com a dimensão do edifício.

A previsão para a obrigatoriedade do selo nesse tipo de empreendimento em todo o Brasil seria em 2014. No entanto, segundo Paolo Américo, esse prazo ainda é incerto, pois faltam profissionais qualificados para oferecer consultoria na área de eficiência energética no mercado.

Apesar de achar alto o preço para implantação do selo, o presidente da presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no Rio Grande do Norte (ABIH/RN), Habib Chalita, acredita que ações que contemplem a sustentabilidade são bem-vindas.

Sobre o interesse do setor em implantar o selo, mesmo não sendo obrigatório, ele afirmou: "Os hoteleiros de Natal são sempre muito eficazes no que diz respeito às questões que trazem a eficiência energética e a sustentabilidade".

 


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo