RN CARD - 05-09-2016

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

03/11/2011 16h37 - Atualizado em 03/11/2011 16h55

O que fazer com o 13º?

Economista recomenda pagar dívidas e fazer reserva financeira

Por: Marcelo Lima

notícias relacionadas

Com o pagamento do 13º salário a 1.098.134 trabalhadores, a economia do Rio Grande do Norte vai receber o total de R$ 1,3 bilhão até o dia 20 de dezembro. Mas o que fazer com esse dinheiro num cenário de crise internacional que pode chegar ao Brasil?

A primeira orientação dos economistas é pagar dívidas e, se possível, guardar parte do dinheiro. Por outro lado, a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Natal espera que boa parcela do salário seja direcionada para o consumo no comércio.

O economista Janduir Nóbrega ressalta que saldar as dívidas é a saída para quem quer preservar o “nome limpo” na praça. “Se tiver que escolher, deve quitar aquelas que podem trazer mais conseqüências negativas no futuro e as que tiverem maior custo”, orientou. Um exemplo é a dívida feita no cartão de crédito, que possui juros mais elevados.  Ainda segundo ele, liquidar débitos com esse dinheiro é o comportamento mais comum entre pessoas com faixa de renda de até dez salários mínimos.

Com o dinheiro em mãos, o impulso de gastar pode ser pouco controlável. Janduir explica que o endividamento dos brasileiros aumentou muito em função do crescimento da disponibilidade do crédito na década passada no País. “Há dois meses, o Serasa divulgou uma pesquisa em que 23% dos devedores brasileiros estariam endividados até fevereiro do ano que vem”. Ele alerta para o controle do orçamento familiar, que deve ser colocado na ponta do lápis.

Visto a enxurrada de contas como IPVA, IPTU, matrícula e compra de material escolar no início do ano seguinte, reservar parte do décimo terceiro é interessante, inclusive para imprevistos. “Num processo de crise financeira, tudo que se gasta deve corresponder, no máximo, a 70% da sua receita. As pessoas vão perceber que essa reserva técnica vai fazer muita diferença”, completou.

Do bolso para o comércio

Neste ano, mais 43 mil pessoas passarão a receber o salário extra. Esse novo grupo se divide em aposentados, pensionistas e pessoas conseguiram emprego nos doze meses anteriores. No ano passado, o volume de recursos injetados na economia potiguar com o 13º foi de R$ 1,1 bilhão. Isso significa que houve um crescimento de 17,2% em comparação com este ano.

Principalmente pelos motivos acima citados, a CDL/Natal espera um crescimento nas vendas frente ao que foi registrado no ano passado durante o mesmo período: 8% a mais. Em 2010, o comércio da cidade nessa época cresceu 10% em relação às vendas de final de ano de 2009. Segundo o superintendente da CDL/Natal, Adelmo Freire, a estimativa de crescimento é um pouco menor que a do ano anterior, em função da pressão psicológica causada pela crise internacional. Com a ameaça econômica que vem de fora, os consumidores ficam um pouco mais cautelosos.


0 Comentário

Av. Senador Salgado Filho, 2190 - Ed. Portugal Center - 207/209 - Fone: (84) 3206-9578
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo