Seturn - 27/09

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

07/03/2012 12h53

Natal Shopping pretende finalizar reforma no segundo semestre de 2013

Com reforma, direção do estabelecimento vislumbra aumento de 100% nas vendas

Por: Marcelo Lima

notícias relacionadas

O Natal Shopping apresentou o projeto de ampliação para imprensa e lojistas hoje (07) durante um café da manhã. Até o segundo semestre de 2013, o shopping passará dos cerca 17 mil metros quadrados em espaço de loja para 26 mil metros quadrados com a reforma.

Conforme o gerente comercial do estabelecimento, Miguel Hushi, o investimento total na obra será de cerca de R$ 180 milhões. Em meados de 2011, o shopping concluiu pequenas reformas internas. Uma delas foi a ampliação da praça de alimentação. Com isso, Hushi calcula que circulam atualmente uma média de 19 mil pessoas por dia durante a semana.

Quando a ampliação que se inicia este mês estiver concluída, o gerente comercial prevê a circulação de 23 mil pessoas diariamente.

Sem o desejo de muitos clientes do shopping, um cinema, a circulação de pessoas no final de semana, especialmente nos domingos tem queda considerável hoje em dia. “Nos domingos, temos uma circulação de cerca de 12 mil pessoas, o que é fraco. Com a reforma, se a agente conseguir pelo menos os 23 mil do dia de semana já está bom”, acrescentou o gerente comercial.

Os dirigentes do shopping não falaram em cifras, nem em número de empregos previstos. Mas o superintendente, Rodrigo Vitali, espera aumentar em 100% as vendas. “Nós consideramos dobrar as vendas”, disse, ressalvando que não sabe em quanto tempo esse retorno pode se consolidar.  Ele ressalta que, mesmo durante a última reforma, o shopping teve saldo positivo 24% maior que em 2011 se comparado com 2010.

Competição

Quando inaugurado, há 20 anos, o Natal Shopping foi considerado o maior da cidade. Com a chegada do Midway Mall em 2005, o estabelecimento com o nome da capital do RN teve que se reposicionar no mercado. Os serviços do shopping localizado em Mirassol se concentraram nas classes A e B, enquanto seu principal concorrente atacava por todos os públicos.

Em 2009, o Midway inaugurou o seu terceiro piso com um mix de lojas focado nas classes A e B também. A intenção do Natal Shopping agora é brigar por esse público. “A gente quer ser um shopping exclusivo, sem ser excludente. Todo mundo que for ao shopping vai ter atendimento classe A”, declarou o superintendente, Rodrigo Vitali.  Um dos serviços que tentará criar a atmosfera de exclusividade serão as holsters, espécie de recepcionistas para os clientes que precisarem de algum tipo de ajudar fora das lojas.

Ele mesmo reconhece que atualmente o Natal é quase um strip – denominação para pequenos shoppings, porém, a céu aberto. Com a expansão física, haverá mais 66 novas lojas satélites, mais uma âncora, mais duas mega store, mais um edifício garagem, um restaurante maior que os existentes e um complexo de cinema.

A loja de material esportivo Centauro vai ocupar uma das vagas de mega store. Segundo o superintendente, as demais negociações estão em fase conclusiva e serão apresentadas no dia 22 deste mês.  Sem dizer nomes, Vitali falou o que pretende atrair: “as melhores marcar que estão presentes no Nordeste, mas que ainda não estão em Natal”.

Obra

Os tapumes começam a tomar conta do Natal Shopping ainda este mês. A loja Rio Center foi fechada, pois a região em que está instalada atualmente passará por mais mudanças. A primeira delas é que a entrada principal do shopping não será feita pela Rio Center, será diretamente no Mall.

Boa parte da área de estacionamento aberto será fechado, exceto onde hoje fica a frente da Rio Center atualmente. Outra parte desse estacionamento aberto também será ocupada pelo bloco onde ficará o novo cinema. As entradas do shopping serão apenas laterais. No topo do bloco que hoje fica a Rio Center será um deck, que também contará com estacionamento.  

O projeto da expansão é do mesmo arquiteto que elaborou o projeto original do Natal Shopping, André Sá. A construtora paulista TS será responsável pela execução das obras.

Cinema vip

Segundo o superintendente do Natal Shopping, a rede mexicana pretende trazer para a cidade duas salas VIPs, que, nesta rede, só existem atualmente no shopping Iguatemi Aphaville em São Paulo. No lobby VIP, o cliente poderá esperar o início da sessão com comida de todas as regiões do mundo, além de vinhos e coquetéis. Dentro das salas exibição, as poltronas de couro serão eletronicamente reclináveis e os clientes contarão com o serviço de garçons.

“Na sala VIP, o foco é em cinema e conforto. E a sala stadium é para os cinéfilos, com a melhor qualidade de som e áudio”, explicou o superintendente do shopping.

A rede mexicana de cinemas Cinépolis de 64 anos - quarta maior do mundo e a maior da América Latina - está presente em São Paulo, Pará, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro e Bahia. A empresa chegou ao Brasil em 2010 com a intenção de investir R$ 500 milhões em 500 salas de exibição pelo país nos cinco anos seguintes.

O grupo direciona seus investimentos em países emergentes. Por isso, também está presente na Índia, onde existe uma média de público de 100 mil pessoas para cada sala de cinema. O Brasil possui cerca de 80 mil pessoas por sala.

Além do Rio Grande do Norte, a companhia de entretenimento pretende abrir salas de cinema no Espírito Santo, Piauí, Amapá, Amazonas e Paraná. 


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo