Sesi RN - Escola

Tudo sobre economia, finanças, negócios e investimentos

13/11/2012 11h26

Cesta básica do natalense registra alta de 1,50% em outubro

Os produtos industrializados são os que mais pesam na composição da cesta

notícias relacionadas

A cesta básica comercializada nos supermercados e hipermercados de Natal - e também nos mercadinhos - continua com tendência de alta, praticamente, desde o início do ano. Em outubro o aumento médio foi de 1,50% em relação ao mês de setembro. Na última semana do mês a cesta básica registrou alta de 0,44% em comparação à semana anterior. A variação acumulada da cesta básica nos primeiros dez meses de 2012 é de 9,79%.

Nos mercadinhos o aumento verificado em outubro foi bem menor (+3,85%) do que nas grandes redes. No acumulado do ano até outubro a cesta básica subiu 14,41% nos mercadinhos.

O custo médio da cesta básica para consumo mensal de uma família de seis pessoas, quatro adultos e duas crianças, que estava em R$ 417,90 no final de setembro, fechou o mês de outubro em R$ 424,16. Nos mercadinhos a cesta básica com os mesmos produtos pesq1uisados nas grandes redes custa, em média, R$ 433,81.

A pesquisa é realizada semanalmente Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Natal), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social, junto a seis (06) supermercados e seis (06) hipermercados da capital, incluindo quarenta (40) itens básicos de alimentação e limpeza, dos quais vinte e três (23) subiram em outubro, quinze (15) sofreram redução e dois - pão francês e frango congelado - permaneceram estáveis.

Os produtos industrializados e semielaborados, os que mais pesam na composição da cesta, foram os responsáveis pelo alto índice de outubro, pois registraram aumento médio de 2,23%. Já os legumes, frutas e verduras e os produtos de higiene e limpeza apresentaram variações negativas em outubro/2012 (-4,09% e 0,73%), respectivamente).

Os maiores aumentos de outubro foram constatados no tomate (subiu 18,9%), farinha de mandioca (+15,4%), chuchu (+15,2%), queijo de coalho (+13,2%), arroz agulhinha tipo 2 (+10,0%), alface (+9,8%), açúcar cristalizado (+6,8%) e feijão carioquinha tipo 1 (+6,0%).

Por outro lado, dentre os quinze produtos que apresentaram redução de preço em outubro, destaque para o jerimum leite (caiu 36,8%), cebola pera (-31,0%), repolho branco (-15,1%), batata comum (-14,6%) e cheiro verde (-7,3%).

CESTA BÁSICA ACUMULA ALTA DE 9,79% DE JANEIRO A OUTUBRO DE 2012
Comparando o custo atual da cesta básica (R$ 424,16) com o vigente em dezembro de 2011 (R$ 386,32), o Procon Natal constata aumento médio acumulado de 9,79% nos dez primeiros meses de 2012.

O subgrupo de legumes, frutas e verduras foi o que apresentou a maior variação (+18,42%). Em seguida vêm os produtos industrializados e semielaborados (subiram 9,07%) e os produtos de higiene e limpeza (+8,9%).

Maiores aumentos em 2012 (janeiro a outubro): macaxeira (subiu 104,8%), farinha de mandioca (+57,2%), batata doce (+56,8%), arroz agulhinha tipo 2 (+34,3%), feijão carioquinha tipo 1 (+33,0%), banana pacovã (+29,1%), batata comum (+26,2%), cebola pera (+24,3%) e óleo de soja (+19,7%), dentre outros.

Maiores reduções em 2012 (janeiro a outubro): jerimum leite (caiu 26,0%), carne bovina de 1ª (-12,2%), carne de sol de 1ª (-9,6%), frango congelado (-3,5%) e carne bovina de 2ª (-2,7%).

Nos últimos doze meses (outubro/2011 a outubro/2012) a cesta básica do natalense ficou 14,06% mais cara: os hortifrútis subiram 27,2%, os produtos industrializados e semielaborados subiram +13,3%, e os produtos de higiene e limpeza, +8,0%.

Nos mercadinhos a cesta básica subiu 3,85% em setembro/2012.

Nos supermercados localizados nos bairros de Natal (os chamados "mercadinhos"), a cesta básica também aumentou, e em índice superior ao das grandes redes. Com efeito, em outubro a variação foi de 3,85% em relação a setembro. Nos dez primeiros meses de 2012 (janeiro a outubro) a cesta básica nos mercadinhos acumula alta de 14,4%, ou seja, cinco pontos percentuais maior do que o índice observado nas grandes redes (9,79%).

Foram pesquisados doze (12) mercadinhos localizados em diversos bairros de Natal (Conjunto Panatis I, Conjunto Pajuçara, Alecrim, Neópolis, Pirangi, Nova Descoberta, Capim Macio, Cidade Satélite, Pitimbu, Centro e Rocas).

Custo da cesta básica por estabelecimento
Segundo ponderação dos técnicos do Procon Natal, a cesta básica mais barata, na última semana de setembro/2012, entre os supermercados e hipermercados, era a do Hiperbompreço - Ponta Negra (R$ 397,00). Entre os mercadinhos a cesta básica mais barata era a do Bom Dia Supermercados - ALECRIM (R$ 399,24).

Comparando o custo médio da cesta básica nos três tipos de estabelecimentos, o Procon Natal constata que a cesta básica mais barata é a dos supermercados (R$ 412,46), seguido pelos mercadinhos (R$ 417,72) e pelos hipermercados (R$ 423,33).

 

Fonte: Procon Natal


0 Comentário

Avenida Natal, 6600 - Rodovia Br 101 - Taborda | São José de Mipibú/RN CEP | 59.162-000 | Caixa Postal: 50
2010 ® Portal Mercado Aberto. Todos os direitos reservados.
ponto criativo